Excelentes resultados de Britax Römer no último teste de cadeiras infantis para automóvel


Resultados ADAC

A Britax Römer Swingfix M i-Size e o Baby-Safe2 i-Size, em combinação tanto com a Base Flex como com a Base Isofix sem ajuste de inclinação, alcançaram a máxima pontuação (1.7) no último teste de cadeiras auto publicado pelo club alemão do automóvel ADAC e a organização de consumidores alemã Stiftung Warentest, cujos resultados também publicam outras entidades europeias, como a RACE ou a OCU em Espanha.

Além, da Dualfix M i-Size obter a calificação de "Good" ou "Bom", com uma pontuação de 2.1. Recordemos que, neste teste, quanto mais baixa é a pontuação, melhor é a avaliação.

SWINGFIX M i-SIZE

Homologada sob a normativa ECE R129 (i-Size), a Swingfix M i-Size é uma cadeira exclusivamente a contramarcha para crianças desde os 61 cm até aos 105 cm de altura ou 18 kg de peso, quer dizer, até aos 4 anos de idade, aproximadamente. Conta com rotação de 90º a ambos os lados para que colocar e ajustar o arnês à criança seja mais simples, e superou com êxito o Plus Test sueco.

Este modelo obteve uma pontuação global de 1.7 pontos, igual que a Swingfix i-Size, a versão da quual deriva e que continua sendo uma cadeira apta desde o nascimento até aos 4 anos com a melhor valorização desde 2015, ano em que mudou o protocolo de provas.

Como a Swingfix i-Size, sobressai no apartado de segurança, com um risco de lesão muito baixo por impacto frontal e baixo por impacto lateral. O teste também indica como pontos fortes a sua grande estabilidade no veículo, o baixo risco de mal uso, a instalação simples, o bom acolchoado e a postura no assento da criança, assim como o espaço disponível para o ocupante.

Tanto este modelo como a Dualfix M i-Size, o RACE indica que, ao utilizar-se a contramarcha, custa mais colocar e ajustar a criança, pelo que obtém a nota de "Aceptable" ("Satisfatório", segundo Stiftung Warentest). Contudo, não se teve em conta que precisamente estes dois modelos contam com giro de 90º a ambos os lados para que colocar e ajustar a criança desde a porta aberta do veículo seja mais simples.

Swingfix M i-Size - ADAC

Ver resumo dos resultados ADAC/Stiftung Warentest (em português)

Ver ficha RACE (em espanhol)

DUALFIX M i-SIZE

Esta cadeira também é apta desde os 61 cm até aos 105 cm de altura ou 18 kg, como a Swingfix M i-Size, com quem comparte a estrutura, características de segurança e de conforto. Não obstante, este modelo gira 360º, pelo que, se se deseja, também pode orientar-se de frente à marcha a partir dos 76 cm de altura e 15 meses de idade.

A Dualfix M i-Size alcançou um 2.1 ("bom") e passa a ser, junto com a Dualfix i-Size da quual deriva, na melhor cadeira com giro de 360º desde 2015.

A Swingfix M i-Size consegue uma melhor valorização global devido, principalmente, à melhor pontuação obtida no apartado de segurança (1.4 frente aos 1.9 pontos da Dualfix M i-Size). As cadeiras exclusivamente de contramarcha geralmente pontuam melhor que as que também se orientam de cara à marcha. Contudo, é importante destacar que a Dualfix M i-Size consegue uma calificação de "boa" tanto em impacto frontal como em impacto lateral e em segurança de construção da cadeira. Além de, se a Dualfix M i-Size se usa únicamente a contramarcha, o comportamento em segurança é o mesmo que o da Swingfix M i-Size.

Dualfix M i-Size-ADAC

Ver resumo dos resultados ADAC/Stiftung Warentest (em português)

Ver ficha RACE (em espanhol)

BABY-SAFE2 i-SIZE + BASE

Homologado sob a normativa ECE R129, este porta-bebés é apto desde os 40 cm até aos 83 cm de altura ou 13 kg de peso, quer dizer, desde o nascimento até aos 15 meses, aproximadamente. Além de que, esta segunda geração estar homologada para o uso em avião.

Na prova com a base Isofix, o Baby-Safe2 i-Size logrou 1.7 pontos, destacando especialmente no apartado de Segurança, no qual obteve uma pontuação de 1.3, a melhor de todo o teste. Neste valorasse a proteção obtida em caso de impacto frontal (muito bom) e lateral (bom), assim como a segurança na construção da cadeira (bom).

Entre os seus pontos fortes também destacam o baixo risco de mal uso, o ajuste simples da criança na cadeira, a instalação do dispositivo fácil e rápida, o seu baixo peso ou a ausência de substâncias tóxicas.

No apartado de ergonomía destaca o bom apoio para as pernas, a boa postura da criança no assento, o amplo espaço oferecido, o bom acolchado ou a boa visibilidade da criança para o exterior. Além da facilidade para tirar o têxtil, pode ser lavado na máquina e ter um bom acabado.

Baby-Safe i-Size + Base

Ver resumo dos resultados ADAC/Stiftung Warentest (em português)

Ver ficha RACE (em espanhol)

BABY-SAFE2 i-SIZE + BASE FLEX

O Baby-Safe2 i-Size também foi provado com a Base Flex, que permite ajustar o ângulo em quatro posições para compensar a excessiva inclinação de muitos assentos de automóvel.

A base sem ângulo ajustáve teve uma pontuação ligeiramente melhor no apartado de segurança (1.3 frente a 1.4) devido a que a prova de impacto frontal da Base Flex se realizó nos seus ângulos extremos, sem ter em conta qual é a inclinação ideal (quando o indicador da base está em verde). A pontuação reflete a média das diferentes posições de ajuste testadas, o que demonstra que a Base Flex oferece um muito bom comportamento em segurança, inclusivamente se a base não está ajustada na posição ideal para um determinado assento de automóvel.

A Base Flex, pela sua parte, obtém uma melhor pontuação no apartado de ergonomía (1.9 frente a 2.0), já que o ângulo ajustável permite obter uma posição mais cómoda para o bebé em automóveis com assentos demasiado inclinados.

Baby-Safe2 i-Size + Base Flex

Ver resumo dos resultados ADAC/Stiftung Warentest (em português)

Ver ficha RACE (em espanhol)


Ver o informe do RACE completo

Para ver o quadro com os resultados das cadeiras analizadas, clicar na imagem (Fuente: ÖAMTC, club austríaco de automóvel, que também publica os resultados de ADAC e Stiftung Warentest)
Cuadro OATMC Test sillas otoño 2018